COM A FORÇA DO INTERIOR PAULISTA

A cultura da cana de açúcar é tão antiga que se confunde com a história do Brasil. Sendo um dos primeiros produtos cultivados no país, ainda na região nordeste do período colonial. Foi no centro-sul que o cultivo ganhou produtividade, pureza e capacidade de alcançar status de liderança mundial. Segundo dados do BNDES, o Brasil é hoje o maior produtor desta commodity, representando mais de 32% da produção mundial.

São mais de 5,6 milhões de hectares dedicados ao cultivo que entregam quase 380 milhões de toneladas ao ano, com mais de 50% deste advindo do estado de São Paulo. Não espanta que Ribeirão Preto tenha se tornado a capital deste pujante negócio, uma espécie de centro logístico e de desenvolvimento, atraindo a atenção de um gigante ecossistema de provedores de tecnologias e soluções dedicadas ao setor sucroalcooleiro.
 
É o caso da Brasif Máquinas, que mantém uma filial na cidade e atende usinas de açúcar e álcool em diversas cidades da região. Para uma distribuidora de máquinas, como é o caso da Brasif Máquinas, a principal demanda está na infraestrutura que mantém as operações em funcionamento, oferecendo mais do que equipamentos como motoniveladoras, pás carregadeiras e escavadeiras Case, que são usadas na abertura e manutenção de estradas, curvas de nível, canais de irrigação, movimentação do bagaço de cana e oferece também um atendimento técnico bem dimensionado e adequado às características desse segmento.

De acordo com o Gerente Comercial da Brasif Máquinas em Ribeirão Preto, Regis Albino, a operação é beneficiada pela estrutura física mantida na cidade. “Mesmo com o mercado recessivo a Brasif Máquinas manteve a sua unidade em Ribeirão Preto, essa foi uma decisão que gerou um grande esforço financeiro, mas que trouxe uma enorme tranquilidade aos nossos clientes”, explica.

Atualmente a filial conta com 11 mecânicos especializados, cobrindo a região produtora de açúcar e álcool, um consultor de vendas e um de pós-vendas exclusivos para atendimento ao segmento e três profissionais de atendimento técnico no regime 24/7 com capacitação necessária para atender qualquer demanda dos clientes. “O setor sucroalcooleiro faz uso de equipamentos com grande valor agregado, são muito exigentes e possuem uma enorme fidelidade com a concessionária, raramente procuram serviços que não sejam especializados. É por isso que não medimos esforços para manter um alto nível de atendimento, oferecendo e entregando os melhores produtos e serviços”, conclui.